Transplantes 1329
Quer ajudar?Faça uma doação!

Vivian Bruns

Vivian BrunsVivian Bruns, paciente da Renal Vida que voltou ao tratamento.

Dados de Identificação: Vivian Bruns
Idade : 24 qnos
Escolaridade: Superior Incompleto
Residência: município de Brusque


1. Há quanto tempo está em hemodiálise?
R: Desde Maio desse ano (2005)

2. Quando iniciou sua doença renal?
R: Há 10 anos já fiz transplante, que durou 4 anos e 9 meses. Perdi o enxerto por rejeição crônica. Tinha nessa época muita dificuldade em usar a medicação imunossupressora (para rejeição). Era o medicamemnto rapamune em forma líquida, o qual possui um sabor de óleo e é recomendado dilui-lo em suco de laranja, mas mesmo assim tinha ânsia de vômitos. Como não suportava a medicação deixava de tomar, o que fez com que eu perdesse o novo órgão transplantado.

3. Hoje como é sua rotina diária?
R: Dia de vir fazer hemodiálise é só para isso. Quando retorno para casa não saio mais. Me sinto mal há um mês, como conseqüência, tranquei um curso de graduação em Administração de Empresas (Setembro/05).

6. O que você costuma fazer então nos dias em que não está em hemodiálise?
R: Antigamente dava aula em uma escola em Brusque. Atualmente auxilio meu pai como funcionária administrativa no mercado que é da própria família.

7. Com que você se ocupa nas horas de lazer?
R: Nos finais de semana namoro. Tenho um novo namorado há 2 meses. Procuro sair com os amigos, brinco com minha afilhada. Uma vida comum para os da minha idade.

8. Como cuida de sua alimentação?
R: Sigo a orientação da nutricionista. Hoje, estou muito satisfeita porque recebo orientação adequada da nossa nutricionista da Renal Vida.

9. O que você diria hoje para alguém que está iniciando tratamento dialítico?
R: No início você vai se assustar. A coisa é dura, mas tem que lutar. Não pode deixar a doença vencer.